Quem Somos

Jardim Psicodélico Selo & Rádio
Teve início com a ideia de Eduardo Osmédio produzir festas e eventos pela
cidade com o intuito de abrir espaço para a música independente e autoral, já
teve experiência com criação dos festivais Som Nosso (dois anos no CEU
Aricanduva), Banana Pop Festival (dois anos no CEU Aricanduva) e voltou no CEU Formosa(1
ano no CEU Formosa), Cabeças em Transe (onde tocou e acompanhou o ícone
da Mpb Walter Franco).
O nome Jardim Psicodélico vem de uma música da banda Os Subterrâneos,
banda psicodélica de São Paulo, onde na qual toca guitarra e divide os vocais
com Ronnie Pedroso organista e compositor da música, convocou Vander Bourbon da banda Capitão Bourbon, banda na qual é baixista, lançaram dois discos e estão no processo de mixagem de seu terceiro disco “Um Banquete para a Loucura”, mapearam os lugares culturais na qual poderiam colocar seus
eventos e festa com bandas independentes.
As festas produziram em diversos bares e centro culturais de São Paulo e de outros estados como Curitiba, com muitas bandas, artistas plásticos com exposições, DJ”s que discotecam com Vinil e CD.
Eduardo Osmédio teve uma coluna na Guitar Talks,  falando sobre a cena da
Zona Lost das bandas autorais.
Vander Bourbon teve suas Caricaturas no Portal do R7, e com a pandemia deu
uma atenção ao seu lado artista plástico, com tirinhas no expresso periférico e
exposição na Casa de Cultura Itinerante Cidade Ademar, além do Sarau Poesia de Porão em parceria com o Professor Betinho.
As festas e eventos Jardim Psicodélico teve uma proporção muito grande na Cena
Underground, e Edu Osmédio começou a produzir o
Festival A Idade da Terra em Transe no Vídeo Clube Charada, numa parceria com Gilberto Petruche Dono de uma das últimas locadoras que vem resistindo a 27
anos no Sapopemba, as bandas tocam na antiga sala pornô, Edu construiu um
palco para os artistas e ainda faz a curadoria, cedeu os equipamentos,
divulgando e produzindo.
O festival acontece todo último domingo do mês, ao vivo com varias bandas
independentes com música de alta qualidade, chegamos até a 34ª Edição onde
passaram mais de 100 bandas, mas com a pandemia o projeto estacionou,
Vander sempre ajudou em tudo diretamente e indiretamente, como MC, com equipamentos, com flyers, com exposições, curadoria e principalmente como parceiro nas ideias encabeçando o projeto com Edu Osmédio.
Transformaram a locadora num núcleo e Centro Cultural junto de Gilberto,
implantaram aulas de guitarra, teatro, violão, baixo, teclado, saxofone e
bateria, além dos Stand Up que acontece uma vez por mês.
Nesses tempos de pandemia criaram o Sala Privada, programa ao vivo com
Lives e entrevistas com artistas autorais.
O Jardim Psicodélico encabeçou vários eventos underground em lugares diferentes como na Zona Sul no Rock And Blues Bar, com o Ervilha da Fantasia junto do Sarau Poesia de Porão de curadoria do Professor Betinho.
Criaram o Festival Doces Tardes de Domingo no Komb Bar Z/L
com mesmo intuito de propagar a cena musical independente, com 26ª Edições, sempre com 3 bandas e discotecagem em Vinil de Juh Juliete, produziram mensalmente no Menino Muquito Bar, o Quintas Elétrica Delirantes do Refresco Lisérgico Autoral, e o Festival Mosca Branca por quase dois anos.
O Jardim Psicodélico teve o convite de Romeu Soul para produzir a volta do Banana Pop Festival que aconteceu em meados de 2009 a 2011 no CEU Aricanduva, o evento que traz 3 bandas independentes aconteceu em meados de 2020 no
teatro do CEU Formosa, evento bimestral.
Produziram mais de 30 curtas Teaser bem marginal para divulgar a Idade da
Terra em Transe, onde Edu Osmédio trazia uma ideia e com todo o coletivo
desenvolviam o roteiro, com a câmera na mão se fazia arte marginal, simplesmente fazemos contando com os improvisos e talentos mais que naturais das pessoas como Juh Juliete, Vander Bourbon, Bruno S. Buga, Rafael Cirilo, Uly Nogueira, Marco Antônio, Marcello Della Dea, Catarina Troiano, Katia Aquino, e com a ajuda de muitos amigos.
Em 2021 se transformam num Selo e Rádio, lançarão o compacto de 7” polegadas em vinil da banda Os Haxixins, e mais uma
coletânea em Vinil de 12” com várias banda da cena underground previsto para março de 2022.
Edu Osmédio foi dono do famigerado Bar Willie Dixon junto de Uly Nogueira, toca na banda Os Haxixins onde viajou em
Tours pela Europa, América do Sul, América do Norte e Brasil afora, gravou o
disco Debaixo das Pedras pelo selo Groovie Records de Portugal, participou do DOC “Quando Éramos Príncipes” do canal Bis, Doc que fala dos discos psicodélicos do artista Ronnie Von, em seu
aniversário de 72 anos na TV Gazeta no Programa Todo Seu fizeram um pocket show com sua banda Os Haxixins acompanhando o pequeno príncipe com algumas canções desses discos, tocou no
Programa experimente de Edgar Picolli na Multishow, acompanhou Gerson
King Combo com a Banda Os Velhos Lobos, atualmente toca no Capitão
Bourbon, Os Videntes Profanos, Marcão e Os Bolachões Voadores, Maumau & Seus Malditos Demônios do Refresco Elétrico e Os Subterrâneos.
O Jardim Psicodélico é composto por Edu Osmédio, Vander Bourbon e tem a
ajuda direta e indireta de: Ju Juliete, Gilberto Petruche, Fabio batista, Bruno S. Buga, Rafael Cirilo, Uly Nogueira, Marco Antônio, Romeu Soul,douglas farias,marcello Dalla dea entre outras pessoas.

Festivais Produzidos:
Festa Jardim Psicodélico
Doces Tardes de Domingo
A Idade da Terra em Transe
Festival Mosca Branca
Festa Antropofágica
Festa Ervilha da Fantasia
Banana Pop Festival
Quintas Elétricas e Delirantes do refresco Lisérgico e Autoral
Jazzera
Novo Projeto Rock Brasilis dividiu curadoria com o parceiro e saudoso amigo
Jairo Souza.
Dia 20 de novembro de 2021 as 13 horas nascimento oficial do Site, Rádio e Selo
Jardim Psicodélico.


Eduardo Osmédio

Eduardo Osmédio tem vasta experiência na área musical, sentiu a necessidade de fazer algo que, ao mesmo tempo fomentasse a cena autoral, extremamente intensa e viva, mas que não encontra o espaço devido, e também movimentar a vídeo locadora, que com o passar do tempo, foi perdendo espaço para pirataria, e outras formas de mídia que apareceram com as novas tecnologias.

Trabalhou com diversos festivais musicais, entre eles o Cabeças em Transe, onde tocou com o músico Walter Franco e outros de qualidade equivalente neste trabalho, tocou com Gerson King Combo. Elaborou, Produziu e colocou em prática o Festival Som Nosso e Banana Pop, que fez apresentações memoráveis no CEU Aricanduva.

Criou o Coletivo Jardim Psicodélico, na qual com a ajuda de seus parceiros, produziu vários eventos, na grande maioria na periferia de São Paulo, eventos como:

Cabeças em Transe, Som Nosso de Cada Dia, Banana Pop, Doces Tardes de Domingo, Festival Mosca Branca, Festa Jardim Psicodélico, A Idade da Terra em Transe, Ervilha da Fantasia, Antropofágica, Quintas Elétricas e delirantes do Refresco Lisérgico Autoral.

Faz parte do grupo musical Os Haxixins, que excursionou pela Europa, América Latina e Norte. Também fez parte das gravações do DOC “Quando Éramos Príncipes”, de Ronnie Von.
Escreveu para o Site Musical Guitar Talks, é diretor de teaser e curtas metragens. Foi proprietário do Willie Dixon Bar e Estúdio onde produziu várias bandas e artistas que gravaram em seu estúdio.
Tocou em várias bandas, Os Haxixins, Kalisse, Villa Nova, Os Farpas, Os Subterrâneos, Marcão e Os Bolachões Voadores, Os Velhos Lobos, Maumau e Seus Malditos Demônios do Refresco, os Videntes Profanos, Deoders, Black Box, Cash Box, Os Mago do Doce, Capitão Bourbon, Duendes Mentais, Paulo Rhamires e Os Pauladas, entre outras.

Criou junto de Gilberto Petruche proprietário da locadora Charada, mais Vander Bourbon, Uly Nogueira, Rafael Cirilo, Fabio Batista o Centro Cultural Charada no Sapopemba, na locadora, onde estão com aulas de Teatro, Baixo, Guitarra, Violão, Bateria, além de gravações de bandas, ensaios, e vídeos, tudo com preços populares.

Entre os anos de 2016 a 2020 criou, escreveu e dirigiu em torno de 32 teaser curtas metragens.

Com o começo da pandemia mundial em 2020, se reinventou continuando as aulas e com Lives no Programa Sala Privada, sempre com um artista apresentando-se ao vivo pelo pagina do Videoclube Charada no Facebook, fez algumas Lives com os Haxixins, pelo Teatro Flávio Império e Casa de Cultura Raul Seixas.

As Lives são semanais e em 15 de novembro de 2021 lançam oficialmente o Selo Jardim Psicodélico e Radio on-line, no selo estrearam com o compacto dos Haxixins em vinil com duas músicas inéditas em março de 2022, também com a coletânea com 12 artistas do Brasil inteiro, cada artista com uma música de sua autoria. Na rádio contam com uma programação diferenciada e autentica, com músicas lado b e de artistas independentes. Tendo programas como o Quintas Elétricas Delirantes trazendo arte e cultura temática.

1999-2020 – Bandas:

Kálisse, VillaNova, Os Velhos Lobos, Os Viajantes, Os Farpas, Capitão Bourbon, Os Haxixins, Maumau e Seus Malditos Demônios do refresco Elétrico, Marcão e Seus Bolachões Voadores, Lejonti, Rafael Cirilo & Os Videntes Profanos, Os Magos Do Doce, Os Subterrâneos, Os Tulipas Negras, Deoders, Os Pauladas, Zona Lost Blues, Black Box, Duendes Mentais, Os Excluídos, Ronnie Von, Gerson King Combo , Walter Franco e Lanny Gordin.

2002- Festival Red Light, Produção com 10 bandas – Tom Rock Bar.

2003- Festival Centro Cultural Jabaquara, com quatro bandas.

2004- Festival Cabeças Em Transe – Caac Mooca, Show com Walter Franco, Produção e Curadoria.

2006-2008- Projeto Som Nosso- CEU Aricanduva.

2008-2010-Movimento Banana pop- CEU Aricanduva.

2009- Projeto Banana Pop São Caetano do Sul, curadoria Festival e produção.

2009- Show na Argentina com Os Haxixins.

2010-Tour pela Europa passando por oito países e mais de 24 Cidades.

2010- Lançamento do Disco Debaixo Das Pedras dos Haxixins, Selo Groovie Records.

2010- Lançamento do Disco Debaixo Das Pedras dos Haxixins, Selo Groovie Records.

2011 –Participação do programa Multishow no Programa Experimente.

2012-2013- Proprietário do Willie Dixon Bar e Estúdio

2014- Doc “Quando Éramos Principes” com Ronnie Von, no canal bis do MultiShow.

2015- Pocket Show no Lançamento do Livro biográfico do Ronnie Von, Fnac Paulista.

2016- Participação na TV Gazeta no Programa “Todo Seu” do Ronnie Von, tocando com o próprio e Os Haxixins, aniversário de 72 anos de Ronnie Von.

2016-2017- Escreveu na coluna Jardim Psicodélico Cinco artigos no site GuitarTalks.

2016-2018- Dirigiu mais de 21 Curtas Metragens.

2017- Tour no México com Os Haxixins.

2015-2019 – Coletivo Jardim Psicodélico Produções.

2019- Produz duas edições do festival Jardim psicodélico no Centro Cultural Vila Formosa

2019- Show Sesc Santo André com Os Haxixins Produz

2019-2020 Centro Cultural Charada lecionando violão, guitarra e baixo.

2020- Live com Os Haxixins contratação do teatro Flávio Império.

2020- Entre janeiro e fevereiro produziu o Festival AIDTE e com as aulas no Centro Cultural Charada, com o covid-19 e da pandemia, ficam 3 meses parados e se reinventam com rifas e vaquinhas on-line e Lives.

2020-2021- Começa a produzir o Sala Privada que é um programa apresentado por ele e Gilberto Petruche no formato de Live, com shows de artistas independentes ao vivo, transmitido pela página da Locadora no Facebook toda sexta feira as 20:00HS, em 2021 mudam para sábado as 18:00HS.

Cria o Programa Quintas Elétricas Delirantes para a Web Rádio coMMúsica com 13 Edições.

Apresenta o 1ª Festival coMMúsica com dois dias de apresentações em formato de Live com mais de 20 bandas.

2021- As Lives são semanais e em 15 de novembro de 2021 lançam oficialmente o Selo Jardim Psicodélico e Radio on-line, no selo estrearam com o compacto dos Haxixins em vinil com duas músicas inéditas em março de 2022, também com a coletânea com 12 artistas do Brasil inteiro, cada artista com uma música de sua autoria. Na rádio contam com uma programação diferenciada e autentica, com músicas lado b e de artistas independentes. Tendo programas como o Quintas Elétricas Delirantes trazendo arte e cultura temática.

Grava o terceiro disco do Capitão Bourbon “Um Banquete Para a Loucura”.

O disco está no processo de Mixagem, sendo que será lançado em 2022.




Vander Bourbon

Vander Ricardo da Silva

Formado em Administração com ênfase em Comércio Exterior pela Universidade Paulista (1996/2001).

Faculdade Belas Artes (2015), não concluído.

Conhecimento adquirido e direcionado para área comercial e atividades artísticas. (Música/ artes visuais/ produção de eventos).

2021 – É contratado pela Casa de Cultura Cidade Ademar, a fazer uma exposição de artes visuais, denominada: Resistência tropicalista, onde coletou uma série de ilustrações passando por bandas e eventos do Jardim Psicodélico, bem como charges políticas para o quadro humor político do portal R7 e Expresso periférico, reflexões sobre o mundo e telas que dizem muito sobre seu universo particular.

2020 – É convidado a publicar suas charges politicas do periódico Expresso Periférico, Jornal que cobre os acontecimentos das regiões de Pedreira, Jd. Miriam, Cidade Ademar e Jabaquara, ainda em 2020, faz ilustração para o livro ” A poesia e a luta” do professor e poeta Professor Betinho (Roberto Bezerra dos Santos), lançado pela editora Vento Forte.

Ainda com o Professor Betinho e outros amigos, poetas, músicos, o Sarau Poesia de Porão desenvolve atualmente parceria com outros saraus, como o “Sarau do Vinil”.

Realiza participações em saraus presenciais e virtuais, declamando textos autorais, músicas e expondo as artes visuais.

2018 – Desenvolve com amigos o “Sarau Poesia de Porão”, promovendo mensalmente no Rock and Blues Bar a reunião de poetas e amantes da literatura para recitar músicas e poesias. Em atividade.

2017 – Como artista plástico, atua desenvolvendo charges políticas para o quadro de humor político do portal da Record (R7). Com a repercussão do trabalho, faz diversas exposições itinerantes por bares alternativos de São Paulo.

Atua, também, desenvolvendo desenhos e pinturas para diversos eventos e bandas.

2016 – Desenvolve o coletivo Jardim Psicodélico em parceria com músicos engajados em produção de áudio visual, promovendo diversas atividades culturais. A sede do coletivo é situado na Vídeoclube Charada, espaço de resistência cultural, onde é realizada mensalmente a festa ” A idade da terra em transe”, com apresentação de bandas autorais do país. Vale ressaltar que a Vídeoclube Charada é constantemente condecorada em matérias pela grande mídia. Em atividade.

2010 – cria a banda de blues rock Capitão Bourbon, com proposta de músicas autorais, lança 2 discos (Autointitulado – 2013/ Terra em transe 2017), trabalhos com ampla repercussão em mídias especializadas e apresentações por diversos estados do país. Grupo atualmente em atividade.

2000/2010 – adquire amplo conhecimento musical, atuando e fazendo produção em diversas bandas covers.

1996/1997 – participa como guitarrista da banda Código 13, grupo de expressividade no cenário rap nacional. Concorrem à premiação do Vídeo Music Awards (MTV), como melhor vídeo clipe de rap, alcançando o segundo lugar.



friday night funkin download tv express apk

The Zalo PC

idm kuyhaafree fire game download for pc Program Descargar

top license

  mx player for pc

kinemaster download forpc  kinemaster para pc

Ativador Windows

Download Crack Software

instaup apk gbwhatsapp apk

foxit reader full crack foxit reader full crack

kmspico portable kmspico portable